O objetivo e objeto do SEO em duas palavras? Marketing de Produto.

Eric Apesteguy

SEO é Marketing?

SEO é antes de tudo um objetivo. Contudo seu objetivo principal é de fazer seu site e negócio ganhar em visibilidade nos mecanismos de pesquisa e sua marca ganhar reconhecimento. Portanto, a essência dele é de Marketing.

SEO serve para construir uma marca, fazendo-a aparecer nos motores de busca, assim como em todas as pesquisas de assuntos relacionados ao seu negócio ou produto, para ela se tornar “top of mind” (topo da mente), ou seja, prioritária nas mentes dos consumidores e clientes deste canal digital.

Apesar do SEO ser uma disciplina multifacetada composta por vários aspectos como por exemplo (lista não exaustiva):

  • Conteúdo

  • Desenvolvimento

  • Usabilidade

  • Backlinks

  • Dados

  • Psicologia

Em termos de disciplina, ele é, antes de tudo, uma disciplina de Marketing (ou Marketing de Produto).

O especialista de SEO é responsável por analisar as condições de mercado e definir os recursos necessários, ele conecta as necessidades dos usuários aos objetivos do negócio através dos mecanismos de pesquisa.

Sua atuação abrange muitas frentes, e para maximizar o impacto e os benefícios para uma organização, o ideal é que o SEO seja uma função independente, e que tenha um grau suficiente de autoridade na gestão do seu marketing de produto.

Porque se por um lado o objetivo do SEO é de Marketing, por outro, o seu sucesso necessita que ele trabalhe com vários departamentos dentro de uma empresa, e não somente o de Marketing.

Ele precisa acompanhar também o desenvolvimento do produto digital em cada etapa, sob vários ângulos e aspectos, de forma contínua, permitindo que cada passo esteja em conformidade com as boas práticas de SEO.

SEO e Branding

Sua marca e domínio otimizados

A escolha da sua marca impacta diretamente no SEO. Isso porque ela induz a escolha do seu nome de domínio em seguida. Então, na hora de efetuar um trabalho de naming, é bom trazer um especialista de SEO para nutrir sua reflexão.

Além dos princípios de um bom naming, percebemos muitas vezes que os clientes esquecem alguns critérios relacionados a internet e a proteção e propriedade intelectual, como por exemplo:

SEO e Branding

Em termos de SEO, dúvidas específicas também surgirão e você precisará pesquisar e se perguntar:

  • Devo escolher uma marca, uma palavra-chave ou uma mistura dos dois como nome de domínio? A técnica EMD, que consiste em escolher um domínio com palavras-chave que corresponde exatamente ao seu produto ou serviço, no meu caso faz sentido?
  • A concorrência nos motores de busca para o domínio e marca é superável?
  • Para uma marca de duas palavras, devo usar hífen ou não?
  • O nome de domínio da marca já existiu no passado? Ou é completamente novo?
  • Qual TLD (ex: .com.br) devo escolher?
  • Devo comprar outros TLDs além daquele principal que escolhi (ex: .com, .net, etc.)?
  • Devo comprar outros nomes de domínio para criação de páginas relacionadas?
  • Etc.

Seu domínio a nível global

Além do mais, é importante pensar na futura evolução do seu negócio. Se pretende globalizar, atacar outros países e mercados, será preciso elaborar uma estratégia de SEO internacional que pode envolver também a compra de nomes de domínios com os TLDs respectivos para reservá-los.

É bom pensar nisso logo de início, quando ninguém conhece sua marca e negócio na internet, para não correr o risco de depois perceber que existe uma indústria de compra e venda de domínios, e ser obrigado a comprar as versões com domínios de topo estrangeiros do seu domínio (.com, .pt, .fr, etc.) a preço de ouro ou tendo que brigar por eles na justiça.

Homepage e marca

O objetivo principal de SEO da Homepage é de se posicionar bem na marca do negócio.

Ele é a página central, então acaba tendo naturalmente esse intuito em termos de SEO. Por isso, sugerimos sempre focar na marca na Home. Já nas outras páginas não é imprescindível.

Para um Branding consistente, costuma ser considerado boa prática inserir sua marca no final do título de cada página, sempre que fizer sentido e sobrar espaço para tal. Mas nem sempre afeta positivamente seus posicionamentos, pois depende da sua notoriedade e outros fatores que precisarão ser analisados.

Perfil da empresa no Google


O perfil da empresa no Google, antigo Google Meu Negócio, é o diretório de negócios do Google.

 

Após realizar o cadastro completo, otimizado e ter verificado sua empresa, o perfil dela começa a aparecer nas pesquisas, geralmente quando alguém pesquisa pela sua marca, suas coordenadas ou ainda sobre sua atividade sendo que está localizado próximo a sua empresa no momento em que realize a pesquisa.

O Perfil da empresa no Google funciona também com o Google Maps, fazendo aparecer sua empresa no mapa. Ele possui várias funcionalidades, como a possibilidade inserir informações relevantes para seus clientes e prospects, fotos, vídeos, receber avaliações e mensagens diretas, publicar conteúdo e fornecer insights sobre seus clientes.

É uma ferramenta poderosa e imprescindível na hora de construir sua marca no Google. Isso porque ele exibe suas fichas locais na pesquisa (local Pack) e no Maps (vertical da pesquisa e serviço de cartografia e imagens satélite), tornando sua marca incontornável e melhorando seu SEO local também.

Existem uma série de boas práticas para otimizar o seu perfil da empresa no Google e sabemos como cuidar disso.

Painel de Informações

O painel de informações é outro elemento que ajude a valorizar sua marca no Google.

Painéis de informações são caixas informativas que aparecem no Google quando você pesquisa entidades (pessoas, organizações, coisas, etc.) que estão no “Mapa de informações” (Knowledge Graph).

Eles são gerados automaticamente, a partir do momento que se atinge uma massa crítica de informações confiáveis, e ajudam o usuário a ver um resumo rápido das informações do tópico com base nas fontes (abertas, de parceiros, feedbacks de usuários) que o Google tem disponível.

Ter seu Painel de Informações no Google é como ter um outdoor num ponto premium que pode levar seu logotipo, URL de site, informações, redes sociais, produtos, prêmios, etc. Ele traz grande credibilidade em termos de Branding.

É bom tomar controle dos seus painéis, reivindicando-os, para se certificar que seu público veja as informações mais precisas e confiáveis sobre você. Através dele, você pode sugerir alterações nas informações que aparecem na Pesquisa, incluindo imagens, estatísticas ou outros fatos. Isso também ajuda a tomar o controle para gerenciar melhor sua marca e reputação.

Wikipedia etc.

Se você for uma empresa ou pessoa famosa, você provavelmente já tem uma página dedicada no Wikipedia.

 

Sendo que Wikipedia é a principal (sem ser a única) fonte aberta usada no Mapa de Informações do Google e consequentemente no seu Painel de Informações, é bom você ficar de olho no que está sendo escrito sobre você ou sua empresa por lá.

Contudo, a aprovação no Mapa de Informações sempre exigiu mais do que apenas a Wikipedia, e hoje, é também possível ter um Painel de Informações sobre você, sem ter uma página no Wikipedia.

Outras fontes (ex: Linkedin, Crunchbase, etc.) se tornam cada vez mais confiáveis para integrar o Mapa, e novas oportunidades de cadastros e otimizações se tornam possíveis para a criação de um Painel sobre sua empresa, apesar de precisar também de fontes independentes.

Google Ads

Se fizer sentido para seu negócio, e for necessário proteger sua marca dos concorrentes, então se tornará importante comprar os termos de sua(s) marca(s) no Google Ads.

 

O Google obedece às leis locais aplicáveis a marcas registradas e é claro sobre os anúncios do Google Ads. Proíbem a violação de propriedade intelectual e o uso de marcas de terceiros de forma ilegal.

Contudo, marcas registradas poderão ser utilizadas por terceiros em determinadas situações (por exemplo, revendedores ou sites informativos), mas se não for um caso específico e autorizado, será possível enviar uma reclamação ao Google.

Cada caso sendo um caso, se sua marca for considerada uma palavra-chave, os concorrentes não terão restrições para comprá-la no Google Ads e poderá se tornar imprescindível investir em mídia para protegê-la e relacionar de forma consistente o termo da marca a sua empresa nas mentes dos usuários.

Métricas da marca

Usuários no Google pesquisam com várias intenções de busca diferentes, sendo uma delas a chamada “intenção de pesquisa navegacional”, geralmente, pesquisas com sua marca. Isso acontece quando um usuário usa o Google como se fosse um navegador, já sabendo onde quer chegar, ou que ele pesquisa um conteúdo, serviço ou produto, já relacionando ele a sua marca.

Verificamos a proporção de pesquisas de marca vindas do Google nas ferramentas de análise (Search Console, Google Analytics, etc.). Essa proporção diz muito sobre o estado do seu negócio no Google, podendo apontar uma fraqueza ou força de Branding e Autoridade.

Diferenciamos sempre tráfego de marca ao de descoberta pura (palavras-chave) nas nossas análises.

Infográfico

Infográfico SEO Marketing

SEO Marketing

Serviços relacionados

Projetos relacionados

Perguntas frequentes

O que é Branding?

O Branding está associado a todas as ações de marketing realizadas por uma empresa que envolve a formação e existência de uma marca comercial. Seu objetivo é de passar uma percepção positiva e ancorar uma marca na mente do consumidor. É a resposta emocional de uma empresa e marca em relação aos seus clientes.

O que é Naming?

O Naming é uma técnica comercial que visa encontrar o nome mais cativante para designar uma empresa ou um produto. É uma habilidade que requer conhecimentos variados e reflexão aprofundada sobre a criação de um nome, por estar na confluência de várias áreas: marketing, estratégia de comunicação, direito das marcas, linguística e engenharia linguística.

Porque e como registrar uma marca?

Registrar uma marca é uma única forma de protegê-la legalmente de possíveis copiadores e da concorrência, além de ganhar espaço no mercado. Para isso, é preciso procurar o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e fazer o pedido, que será examinado nos termos da Lei de Propriedade Industrial e demais decisões administrativas do órgão.